Curso Pré-Universitário





 
Universidades
  UFRGS
  PUCRS
  UFCSPA
  Instituições Públicas
  Instituições Privadas

 
Vestibular
  Inscrições
  Gabaritos
  Listão
 
Carreiras
  Profissões
  Área Médica
  Direito
  Engenharias
  Intercâmbio

 
Governo
  Enem
  Prouni
  MEC

 
Diversas
  Atualidades
  Ecologia
  Eventos Culturais
  Ciência
  Tecnologia
Notícias PROFISSÕES

PROFISSÕES

Engenharia de Controle e Automação

- - FE - Adaptado do caderno Vestibular da Zero Hora - 05/09/2007 (FK) Imprimir


Na Engenharia de Controle e Automação, 80% dos estudantes deixam a faculdade com o emprego garantido.



O nome pode até parecer complicado, mas o engenheiro de controle e automação é hoje um dos profissionais mais requisitados no setor industrial. O crescimento econômico aumenta a procura por trabalhadores dessa área, que podem atuar no projeto, na implementação ou na manutenção de sistemas de controle e automação de processos em fábricas que produzem em série, independentemente do tamanho delas.

Versatilidade é a principal característica desse profissional, graças à sua formação. Na faculdade, o aluno estuda disciplinas de quatro áreas distintas: mecânica, elétrica, controle e informática.

- O perfil do profissional é multidisciplinar. Ele pode atuar em qualquer uma dessas quatro áreas - diz Vinicius Licks, 30 anos, coordenador do curso de Engenharia de Controle e Automação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), uma das três universidades no Estado a oferecer essa opção de carreira.

No curso, o aluno estuda assuntos como manufatura, controle de qualidade e montagem de peças e produtos. Os laboratórios são essenciais para que os universitários possam testar na prática o que aprenderam em sala de aula. Os estudantes manipulam sistemas controlados por computadores e robôs de alta tecnologia.

Licks concluiu o curso em 1999, na segunda turma formada pela PUCRS. A faculdade é relativamente nova não só no Rio Grande do Sul, mas em todo o país. Com duração de cinco anos - sendo dois anos de ciclo básico - , o curso foi criado por volta de 1990, por exigência do mercado de trabalho. A expansão econômica e tecnológica fez nascer a necessidade de se contratar engenheiros capazes de atuar em diferentes processos industriais de fabricação em série.

- É um mercado em expansão porque acompanha o crescimento industrial. Existe uma expectativa de desenvolvimento do setor metalmecânico no Estado, então, a tendência é de que a oferta de empregos nessa área aumente ainda mais nos próximos anos - afirma Licks.

As estatísticas da PUCRS comprovam a afirmação do coordenador. A cada turma formada, cerca de 80% dos estudantes deixam a faculdade com o emprego garantido. Para quem não quer ingressar no mercado de trabalho logo após concluir o curso, outra alternativa é fazer uma especialização, como o mestrado. Nesse caso, o engenheiro pode escolher entre qualquer uma das quatro áreas estudadas na faculdade.

Como eu fiz

"Nasci em Gramado e vim para a Capital só para fazer esse curso, que me chamou a atenção por envolver todas as engenharias. Eu me formei na PUCRS, na segunda turma de 2003. Depois disso, trabalhei durante um ano em uma multinacional em Porto Alegre. Na época da faculdade, fui estagiário no Laboratório de Manufatura Integrada por Computador. Decidi voltar para a universidade e agora trabalho nesse mesmo laboratório. Também faço mestrado na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em Biomédica. Falta um semestre para eu concluir o curso. Depois disso, ainda não decidi se continuo na vida acadêmica. O mercado de trabalho está muito bom porque a indústria está crescendo e faltam profissionais nesse ramo da engenharia." Tiago Leonardo Broilo, 28 anos

Engenharia de Controle e Automação

O que faz: atua no controle e na automação de equipamentos, processos, unidades e sistemas de produção e seus serviços. Trabalha na supervisão, orientação técnica, estudo, planejamento, projeto, construção e assistência.
Mercado: o setor de energia acelerou o investimento em automação e controladores de consumo. Setor automotivo, empresas de engenharia, indústrias de produção de equipamentos e de software para a automação industrial são os principais empregadores.
Remuneração: piso salarial de seis salários mínimos para seis horas de trabalho.
Onde estudar: PUCRS, UFRGS, Univates e UCS

Formação multidisciplinar

No curso, o aluno estuda assuntos de quatro grandes áreas:
Mecânica - Máquinas e motores, materiais, projeto e fabricação integrada por computador, robótica, sistemas de produção.
Elétrica - Circuitos elétricos e eletrônicos, eletrônica analógica e digital, instrumentação, microprocessadores e redes digitais.
Informática - Lógica e matemática computacional, linguagens de programação, engenharia de software, inteligência artificial.
Controle - Sistemas de controle, controles hidráulicos e pneumáticos, controladores lógicos programáveis, automação industrial.

Dica

O profissional estuda disciplinas de quatro áreas distintas: mecânica, elétrica, controle e informática.




Digite a palavra-chave para pesquisar no banco de dados de NOTÍCIAS

Palavra-chave:

Intensivo ENEM/UFRGS
EJA
Escola Técnica
Universitário Concursos
Terceirão
Colégio João Paulo I
Grupos por Disciplina
Editora Alegre Poa
Compartilhar

© Universitário 1995-2014