Curso Pré-Universitário





 
Universidades
  UFRGS
  PUCRS
  UFCSPA
  Instituições Públicas
  Instituições Privadas

 
Vestibular
  Inscrições
  Gabaritos
  Listão
 
Carreiras
  Profissões
  Área Médica
  Direito
  Engenharias
  Intercâmbio

 
Governo
  Enem
  Prouni
  MEC

 
Diversas
  Atualidades
  Ecologia
  Eventos Culturais
  Ciência
  Tecnologia
Notícias HISTÓRIA

HISTÓRIA

O Dia da Consciência Negra

MA - Wikipédia () Imprimir



É celebrado em 20 de novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira.



A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. Apesar das várias dúvidas levantadas quanto ao caráter de Zumbi nos últimos anos (comprovou-se, por exemplo, que ele mantinha escravos particulares), o Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se lembrar a resistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte forçado de africanos para o solo brasileiro (1594).

Algumas entidades como o Movimento Negro (o maior do gênero no país) organizam palestras e eventos educativos, focando principalmente em crianças negras. Procura-se evitar o desenvolvimento do auto-preconceito, ou seja, da inferiorização perante a sociedade.

Outros temas debatidos pela comunidade negra e que ganham evidência neste dia são: inserção do negro no mercado de trabalho, cotas universitárias, se há discriminação por parte da polícia, identificação de etnias, moda e beleza negra, etc.

O dia é celebrado desde a década de 1960, embora só tenha ampliado seus eventos nos últimos anos; até então, o movimento negro precisava se contentar com o dia 13 de Maio, Abolição da Escravatura – comemoração que tem sido rejeitada por enfatizar muitas vezes a "generosidade" da princesa Isabel, ou seja, ser uma celebração da atitude de uma branca.

A semana dentro da qual está o dia 20 de novembro também recebe o nome de Semana da Consciência Negra.

Dados estatísticos

Segundo o IBGE, no Brasil os negros correspondem a menos de 10% da população. No entanto, os chamados "pardos", que são mestiços de negros com europeus ou índios, chegam a um número próximo da metade da população.

Entre a população negra jovem (especificamente no segmento de 15 a 17 anos), 36,3% cursaram ou cursam o ensino médio; entre os brancos, a parcela é de 60%. Entre aqueles que têm até 24 anos, 57,2% dos brancos haviam atingido o ensino superior, contra apenas 18,4% dos negros.

O rendimento médio da população branca no Brasil é de R$ 812,00; já a dos negros é de R$ 409,00. Entre a parcela de 1% dos mais ricos do país, 86% são brancos.


Leia mais sobre:
      Consciência Negra
      Cultura
      História


Digite a palavra-chave para pesquisar no banco de dados de NOTÍCIAS

Palavra-chave:

Universitário MED - Matrículas 2015
Terceirão - Matrículas 2015
Extensivo ENEM/UFRGS - Matrículas 2015
EJA
Escola Técnica
Universitário Concursos
Colégio João Paulo I
Grupos por Disciplina
Editora Alegre Poa
Compartilhar

© Universitário 1995-2014